Mitos e verdades

  • Se eu não deixar minha cachorra ter pelo menos uma ninhada, sua saúde será afetada ou ela ficará agressiva. FALSO, com os avanços da medicina veterinária descobriu-se que a castração precoce não tem efeitos negativos sobre o desenvolvimento da cachorra ou do cachorro, nem sobre seu comportamento futuro. De fato, operar as fêmeas antes de seu primeiro cio reduz o risco de câncer mama.
  • Se eu castrar meu animal de estimação ele vai ficar preguiçoso e gordo. Ainda que a castração possa modificar alguns equilíbrios hormonais e que o animal castrado possa apresentar uma tendência a engordar, o problema do excesso de peso ocorre, na realidade, por receber mais alimento do que o necessário e por fazer pouco exercício. Quanto ao caráter do cachorro, este não é determinado por hormônios, então o seu temperamento e a sua vitalidade não mudarão.
  • Não é necessário castrar os machos, somente as fêmeas. FALSO, ambos devem ser castrados, já que o macho deixará várias fêmeas prenhes e, assim, contribuirá para a superpopulação animal.
  • Castrar um cão de raça pura é um desperdício. De maneira nenhuma, a castração é altamente recomendada para sua saúde e seu bem-estar. Cães castrados são candidatos para participar em provas de obediência, provas de agilidade e testes de campo. Os abrigos resgatam anualmente muitos cães de raça pura e isto mostra que estes cachorros não têm garantias de não serem abandonados.
  • A castração é uma cirurgia perigosa e muito dolorida. FALSO, a castração é um procedimento médico muito comum e é realizada sob anestesia para evitar que sintam dor. Mais tarde, em casa e com cuidados mínimos, tudo voltará ao normal em poucos dias.
  • Castrar o meu animal de estimação custa muito dinheiro. Não necessariamente. Você deve considerar que a castração é realizada uma única vez e que o custo é baixo se levar em conta todos os benefícios que isso traz. Além disso, há muitas organizações públicas e privadas com programas de apoio e que fazem castrações com baixo custo ou mesmo gratuitamente.

Avalie esta matéria

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (16 votos, media: 4,31 de 5)
Loading...

Saiba qual a melhor ração e a porção ideal para o seu cão

Conheça